Centro Integrado de Estudos e
Programas de Desenvolvimento Sustentável
Página Inicial

Extranet

Artigos

Bairro Educador: Uma experiência de educação integral

18/11/2014

Enviar para o Twitter Enviar para o Facebook

Este resumo tem como objetivo apresentar o Projeto Bairro Educador, desenvolvido entre junho de 2010 e agosto de 2013 pelo CIEDS – Centro Integrado de Estudos e Desenvolvimento Sustentável, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, em 209 Escolas Municipais localizadas em 51 territórios da cidade.

O Bairro Educador teve como objetivo principal a promoção do desenvolvimento integral e ampliação dos repertórios educativos dos estudantes, a partir da construção de novos processos de aprendizagem e da articulação dos potenciais educativos dos territórios (espaços, pessoas e instituições) às escolas, estimulando um ambiente promotor de prosperidade, integrando as famílias, o direito à cidade e a permanência interessada do aluno na escola.

A proposta esteve alinhada à política de Educação Integral do Ministério da Educação com a perspectiva de ampliação de recursos, tempos e espaços educativos. Adotou ainda como referência os princípios das Cidades Educadoras (Barcelona, 1990): trabalhar a escola como espaço comunitário; trabalhar a cidade como grande espaço educador; aprender na cidade, com a cidade e com as pessoas; valorizar o aprendizado vivencial e priorizar a formação de valores.

Visando quebrar paradigmas de esquemas tradicionais de aprendizagem, para tornar a escola um ambiente mais atrativo para os estudantes, a metodologia do projeto esteve baseada na conjunção de quatro elementos: a) projeto comunitário de educação integral; b) interaçãofamília-escola; c) gestão democrática; d) apropriação do bairro e da cidade.

O modelo adotado trabalhou com arranjos personalizados, num movimento dialógico com os Projetos Político Pedagógicos de cada unidade escolar, estimulando a curiosidade, prazer e interesse de estudantes e professores. Caminhos pedagógicos foram desenhados coletivamente, partindo das salas de aula, ganhando vida nas comunidades e agregando novos atores e espaços educativos do território, identificados por meio de um mapeamento local, que permitiu mobilizar uma diversidade de 492 parceiros dispostos a atuar de forma colaborativa, investindo tempo e recursos, criando assim uma grande rede pela educação na cidade.

Destacamos cinco vertentes de resultados: i) Melhor ambiência para a aprendizagem, incluindo a gestão democrática dos espaços escolares e formação de professores; ii) Apropriação da cidade enquanto espaço educativo e de propriedade de todos. A cidade se transforma em extensão da sala de aula, proporcionando ampliação do repertório educativo e cultural dos alunos, que passam a se apropriar efetivamente do direito a ela; iii) Maior envolvimento das famílias com o cotidiano escolar de seus filhos. Em muitas escolas foram criados Núcleos de Famílias; iv) Construção de redes locais formadas por parceiros corresponsáveis pelas ações educativas; v) Aumento do interesse dos estudantes, a partir da abordagem de conteúdos mais atraentes e conectados às histórias de vida, despertando neles a curiosidade e prazer em estarem na escola.

Destacam-se ainda alguns números que evidenciam a escala do projeto: 209 unidades escolares; 130 mil estudantes; 455.406 participações de alunos e familiares em 6.063 atividades educativas; 492 parceiros; 7.000 reuniões para captação de parcerias, planejamento e avaliação das atividades educativas.

No campo da sistematização, objetivando inspirar novas experiências com foco na expansão do território educativo para além dos muros da escola, o CIEDS produziu quatro publicações: Traçado Metodológico; Grêmio é Fundamental; Práticas e Aprendizagens; Rio, Cidade que Educa – Guia de Recursos Educativos.

Por fim, mantida a estrutura metodológica, a experiência do Bairro Educador pode ser facilmente reaplicada, pois se ajusta ao contexto local e reconhece naquele território os potenciais educativos que dialogarão com as escolas. Assim, a partir das vivências e elaboração coletiva de percursos de aprendizagem cada vez mais enraizados nos bairros e na cidade, o CIEDS reafirma seu compromisso de contribuir para com a formulação e desenvolvimento de projetos e ações alinhados às perspectivas da Educação Integral.

Acesse o artigo na íntegra

Parceiros

  • CBVE
  • Secretaria Municipal de Assistência Social – Nilópolis
  • Secretaria Municipal de Saúde RJ
  • Chevron
  • Centro RIO + / ONU
  • Shell
  • Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro
  • Canal Futura
  • Prefeitura de Macaé
  • Metrô Rio e Instituto Invepar
  • Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social da Prefeitura do Rio de Janeiro – SMDS
  • Fundação Itaú Social

Cadastre-se
E receba nossos informativos