Centro Integrado de Estudos e
Programas de Desenvolvimento Sustentável
Página Inicial

Extranet

Artigos

Fortalecimento de políticas de educação integral

19/11/2014

Enviar para o Twitter Enviar para o Facebook

O  presente  trabalho  tem  como  objetivo  socializar  a  experiência  sistematizada  do  Projeto Pontes  para  o  Futuro,  realizado  pelo  Centro  Integrado  de Estudos  e  Desenvolvimento Sustentável  (CIEDS),  em  parceria  com  a  Fundação  Itaú  Social  e  a  Secretaria  Municipal  de Educação,  na  Escola Municipal Santo  Tomás  de  Aquino,  localizada  no  bairro  do  Leme, cidade  do  Rio  de  Janeiro.  O  projeto  foi  desenvolvido  durante  os  anos  de  2012  e  2013,  e atendeu aos estudantes das turmas do oitavo e nono ano. 

 
O  projeto  foi  pensado  em  consonância  com  as  diretrizes  do  Plano  de  Desenvolvimento  da Educação (PDE) e com a lei 5.225 de 11/09/2010 que versa sobre a Escola de Tempo Integral e  em  seu  Artigo  1º  estabelece  turno  único  de  sete  horas  em  toda  a  rede  de  ensino  público municipal,  no  prazo  de dez  anos,  a  razão  de  10%  ao  ano.  O  PDE  indica  ações  voltadas  à ampliação  do  tempo  de  aprendizagem  dos  estudantes  e  à  qualificação  dos processos  de ensino, com participação dos mesmos em projetos socioculturais.
 
O  Projeto  teve  como  objetivo  testar  metodologias  e  sistematizar  estratégias  e  ações  de qualificação e fortalecimento da política de educação integral, por meio de um conjunto de ações  socioeducativas  que  valorizem  a  escolarização  como  o  melhor  investimento  para  um futuro mais promissor e que contribuam para a redução dos índices de evasão na transição do ensino fundamental para o médio.
 
Para  atingir  esse  objetivo  o  CIEDS  desenvolveu  metodologia  baseada  nas  seguintes premissas:  professores  corresponsáveis  perante  o desenvolvimento  das  ações;  aproximação entre escola e comunidade, incluindo novos atores sociais e familiares no processo educativo, ações implementadas de forma orgânica com o cotidiano escolar.
 
O  conjunto  de  ações  socioeducativas  planejadas  com  o  corpo  docente  da  escola  incluiu  as seguintes estratégias: realização de Oficinas Temáticas; visitas às Instituições de Ensino e aos espaços  laborais;  encontros  motivacionais  e  elaboração  de  Plano  de  Estudos;  Oficinas  – Perspectivas  de  futuro; Feira  das  Profissões;  Roda  de  Conversa  com  os  responsáveis (produção do Guia de Oportunidades Escolares). 
 
Oficinas temáticas tiveram como conteúdos norteadores os macrocampos do  Programa Mais Educação,  a saber:  Acompanhamento Pedagógico; Cultura e Artes;  Cultura Digital; Direitos Humanos  em  Educação;  Educação  Ambiental;  Investigação  no  Campo  das  Ciências  da Natureza; Comunicação e uso de mídias; Educação Econômica; Promoção da Saúde; Esporte e  Lazer.  As  oficinas  priorizaram  a  participação  de  palestrantes  com  trajetória  significativa junto à comunidade local e larga experiência nos temas, tendo periodicidade mensal e duração de duas horas para cada turma. 
 
Foi aplicado diagnóstico a 67 estudantes, que permitiu a aproximação com a realidade vivida pelos  estudantes.  O  questionário  (42  questões)  foi  formatado de  maneira  a  contemplar: informações socioeconômicas do núcleo familiar;  questões que permitam compreender o que desejam  para  seu  futuro;  como entendem  a  relação  entre  escolarização  e  perspectiva profissional e como veem as possibilidades de ensino que podem seguir após a conclusão do Ensino Fundamental.
 
Ademais,  visando  ampliar  a  discussão  sobre  Educação  Integral,  pais  e  responsáveis participaram  de  pesquisa  sobre  a  participação  das  famílias  no cotidiano  escolar.  O questionário  (26  questões)  contemplou  informações  socioeconômicas  da  família  e  questões que permitiram compreender o que pensam sobre a escola, o que desejam para o futuro dos filhos  e  como  entendem  a  relação  entre  escolarização  e  perspectiva  profissional.  Foram convidados 24 responsáveis, residentes nas comunidades do Chapéu Mangueira e Babilônia para respondê-lo. Todas as atividades realizadas pelo projeto foram sistematizadas, com vistas à contribuir com a política pública de educação integral.
 
Com  base  na  experiência  do  Projeto  Pontes  para  o  Futuro,  o  CIEDS  acredita  que  o engajamento dos pais  e  responsáveis  enquanto protagonistas no processo educativo de seus filhos é de fundamental  importância para  a ratificação das premissas da  Educação  Integral: novos tempos, espaços e atores.
 

 

Parceiros

  • Metrô Rio e Instituto Invepar
  • Canal Futura
  • Fundação Itaú Social
  • Chevron
  • Secretaria Municipal de Assistência Social – Nilópolis
  • Secretaria Municipal de Saúde RJ
  • CBVE
  • Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro
  • Shell
  • Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social da Prefeitura do Rio de Janeiro – SMDS
  • Centro RIO + / ONU
  • Prefeitura de Macaé

Cadastre-se
E receba nossos informativos